Skip to main content
COVID-19:

conta poupança reformado 6 meses

Se já se reformou,

subscreva

TANB
MÍNIMO DE ABERTURA
PRAZO
SUBSCRIÇÃO

Conta Poupança Reformado 6 meses

Se já se reformou, subscreva a Conta Poupança Reformado.

Um depósito a prazo com um montante de constituição a partir de €250, destinado a pessoas em situação de reforma. 

 

Prazo 6 meses
Remuneração 0,05% 
Montante mínimo Montante: EUR 250,00
Reforços A partir de €50
Condições especiais Mínimo de manutenção €250
Comissões Não tem
Pagamento de juros Os juros serão pagos no final do prazo, por crédito na Conta DO
Reembolso No final do prazo, caso o cliente não pretenda renovar, a Conta DO será creditada pelo capital e juros.
Mobilização antecipada/resgate São permitidas mobilizações antecipadas parciais ou totais e a qualquer momento, com penalização total de juros sobre o montante mobilizado. A penalização total de juros implica que não serão calculados nem pagos quaisquer juros sobre o montante mobilizado desde a data de constituição do DP ou desde o último pagamento de juros, se aplicável.
Fiscalidade Os juros obtidos estão sujeitos a retenção na fonte de imposto sobre o rendimento (IRS), à taxa que estiver em vigor no momento do seu vencimento.

- Atualmente os juros das contas poupança-reformado são objeto de retenção na fonte de IRS, à taxa liberatória de 28% (redação da Lei n.º 75-B/2020, de 31 de dezembro - Orçamento do Estado para 2021); O seu englobamento para efeitos de IRS é facultativo e implica a sujeição às taxas finais de imposto e eventualmente a taxa adicional de solidariedade.
- Isenção de imposto do selo nas transmissões gratuitas (em vida ou mortis causa) a favor do cônjuge ou unido de facto, dos descendentes e ascendentes.

O Banco não assume qualquer responsabilidade por eventuais perdas de rentabilidade decorrentes de alteração do regime fiscal.
Periodo de comercialização Em comercialização.

Nota: A base de cálculo para a taxa de juro é 360 dias. Não existe arredondamento da taxa.

conta poupança reformado 6 meses

Se já se reformou, subscreva